Muita coisa nesse ramo – desenvolvimento e hospedagem de sites – é confusa ou complexa demais para usuários que não têm conhecimento básico na área.

Uma coisa é certa: Você, que tem seu negócio online, não precisa saber de tudo. Seria desumano gerir seu negócio e ainda precisar entender de criação de sites e gerenciamento de servidores.

Porém, algumas informações são muito básicas e infelizmente não são divulgadas o bastante. Pensando nisso, decidi fazer esse texto listando questionamentos que você deve fazer quando for assinar um plano de hospedagem.

Tentei deixar tudo o mais didático possível, sem utilizar muitos termos técnicos. A ideia é que você possa entender tudo de maneira simples, evitando sair daqui com mais dúvidas ainda.

Vamos lá?!

“O que diz o Reclame Aqui?”

Básico: sempre que você for contratar ou comprar algo, dê uma pesquisada no reclameaqui.com.br. Isso vai te dar uma ideia da dor de cabeça que você poderá ter.

Mas é importante ressaltar dois pontos:

  1. Nem toda empresa está no RA: Algumas empresas são pequenas, então não têm, digamos, problemas o suficiente para estarem listadas no Reclame Aqui. Em casos assim, pesquise o nome da empresa no Google pra ver se alguém está falando dela.
  2. É mais fácil reclamar do que elogiar*: Você pode encontrar muitas reclamações sobre uma empresa e zero elogios sobre a mesma. Isso não significa que ela é ruim, só que é muito mais fácil reclamar quando se tem um problema do que elogiar quando está tudo em ordem. A dica é filtrar as reclamações e ver se há algo recorrente que realmente poderá te trazer problemas.

Além disso, há algumas reclamações relevantes nesse texto aqui.

*Cuidado com anunciantes

Muitas empresas de hospedagem oferecem recompensas em dinheiro em troca de indicação – ou seja, um sistema de afiliados. Eu recomendo empresa X e, se eu conseguir um cliente pra ela, ganho uma porcentagem da venda.

É muito fácil você encontrar listas ou textos citando as melhores hospedagens, e normalmente as mais populares estarão lá no meio. Na grande maioria das vezes o autor está fazendo a recomendação justamente em busca da conversão – ou seja, a recomendação não é sincera.

“É ilimitado mesmo?”

Spoiler: não é.

Não existe conceito de ilimitado em hospedagem. Tudo tem um limite!

Uma hospedagem é como um computador comum. Se você começar a salvar várias fotos em seu computador, uma hora vai faltar espaço, não é mesmo? Ou então, se você começar a abrir vários programas ao mesmo tempo, uma hora a memória RAM chegará ao limite e seu computador irá travar.

As empresas usam o termo “ilimitado” para ser um atrativo para o público, como uma porta de entrada para algo maior. E se um dia seu site começar a consumir muito espaço em disco ou outros recursos do servidor, ele começará a ficar instável. Assim, você será obrigado a contratar um plano mais caro*.

Em alguns casos a hospedagem simplesmente não faz medição de algum recurso, como transferência de dados (limite de banda). Mas isso não significa que é ilimitado: significa que você não será cobrado se ultrapassar algum limite.

*Um upgrade pode ser realmente necessário

Se seu site bombar e começar a receber muitos acessos, é claro que uma hospedagem compartilhada deixará de ser o suficiente para suportá-lo. Em casos assim, um upgrade para um VPS ou Dedicado é realmente necessário.

Outro caso a ser levado em consideração é o desenvolvimento do seu site. A grosso modo, se seu site for mal feito, certamente ele consumirá muito mais recursos do que deveria. Aí não há hospedagem que faça milagre!

ponto de interrogação

“Isso não é bom demais pra ser verdade?”

Como você pode ver acima, não existe isso de hospedagem ilimitada.

Mas isso vai além: algumas empresas inflam os números dos recursos com um preço tão baixo que parece absurdo. Ou seja, bom demais pra ser verdade.

Mesma coisa que comentei acima: isso não passa de um atrativo. Quando seu site começar a consumir mais recursos (e isso pode ser 10% do que o plano oferece – já vi acontecer), você vai precisar contratar um plano mais caro.

O que nos leva ao próximo tópico…

“Tem tudo o que eu preciso?”

Complementando os dois tópicos acima, é importante verificar se a hospedagem oferece exatamente o que você precisa e nada além disso.

É como precisar de uma chave de fenda e acabar comprando uma caixa de ferramentas de uma marca duvidosa porque o preço estava ótimo: a maioria das ferramentas dessa caixa nunca serão utilizadas, já que você precisava só da chave de fenda – e quando você menos esperar a chave de fenda desse jogo estará danificada, já que sua qualidade é péssima.

Outro exemplo é precisar de um plano de internet e contratar um combo de internet + tv a cabo + telefone porque parece mais vantajoso. Em pouco tempo você estará pagando bem mais e não estará assistindo a tv ou usando o telefone.

Será que você precisa mesmo do cPanel? Será que um dia você vai precisar de tanto espaço em disco assim? E quanto às contas de e-mail, será que não é melhor utilizar um serviço especializado? Questione-se!

“O que é oferecido em relação à segurança?”

Segurança é imprescindível. Seu site pode ser invadido, ter vírus e por aí vai.

Além de pontos como proteção anti-DDoS, monitoramento e até mesmo certificado SSL grátis, é importante verificar se a hospedagem mantém todos os recursos atualizados – como PHP em sua versão mais recente.

“Esses preços são uma pegadinha?”

Tenha muito cuidado com pegadinhas.

Algumas empresas oferecem domínio e hospedagem com um preço bem atrativo, como por 50% do preço no primeiro ano. Até aí tudo bem… mas aí esse primeiro ano acaba e os preços são reajustados, e então você não pagará 100% do valor inicial – mas 200 ou até 300%.

Evite assinar planos com muito tempo de carência, como planos anuais. Além do risco de acabar pagando um valor muito maior na renovação, se você tiver algum problema no meio do caminho não poderá cancelar.

Enfim, preste muita atenção nos preços!

“Será que o barato sai caro?”

Mais um spoiler por aqui: sai.

Um dos exemplos é o tópico acima, e também os em que eu comento sobre a necessidade repentina de um upgrade no plano assinado. E em casos assim a segurança também é precária.

Se você optar por uma hospedagem baratinha que oferece tudo e mais um pouco, poderá estar sujeito a diversos problemas. Principalmente instabilidade, como site muito lento ou saindo do ar a todo momento.

Isso, inclusive, pode acabar virando um efeito dominó. Se seu site é lento e/ou sai fora do ar toda hora, ele não será bem indexado no Google. Se não é bem indexado no Google, menos pessoas o encontrarão. Assim, você fará menos vendas – isso se quem encontrar seu site tiver paciência o suficiente pra navegar em um site lento.

Hospedagem também é investimento. Se seu site é estável e seguro, seu negócio irá prosperar como deve.

“Comparei o suficiente?”

Pra finalizar, não esqueça de utilizar todos os pontos listados nesse texto e compare.

Pesquise, peça opiniões, analise cada caso.

E, é claro, conte conosco!

Conheça nossos planos de hospedagem! Por em 24/09/2019 | 0 comentários

Receba conteúdo gratuito e promoções em seu e-mail!

Cadastre-se GRÁTIS e receba por e-mail dicas, promoções, descontos e muito mais!

Leia também:

Deixe seu comentário!